Atenção e cuidados especiais para ter animais em apartamento



Ter um animal de estimação vivendo no apartamento requer carinho, atenção e muitos cuidados, especialmente se o dono não fica a maior parte do tempo em casa. Por isto, de certo modo, é preciso tratá-lo como uma criança, certificando-se de detalhes como impedir o fácil acesso a materiais de limpeza, itens tóxicos ou objetos cortantes ou pequenos que ele possa engolir.

Fique atento para que o local não ofereça riscos à saúde e vida do animal. Mesmo que você more no térreo, não deixe de colocar telas de proteção nas janelas para evitar que ele caia por acidente ou vá fazer uma visita indesejada na casa de seu vizinho.

Já para facilitar seu dia-a-dia, entre as dicas, fuja de tapetes e sofás de tecidos com muito pêlo, que são mais difíceis de limpar e podem desfiar com facilidade. Colocar capas ou mantas em alguns móveis pode ser uma boa saída para decorar o apartamento protegendo a mobília. Bolinhas, mordedores e ossos apropriados para animais ajudam a distraí-los, especialmente os recém chegados no apartamento, em fase de adaptação com o novo lar.

Deixe uma parte da área de serviço ou varanda para adestrar o animal a usar como “banheiro”, seja com tapetes descartáveis ou caixas de areia. Lembre-se que é fundamental manter este lugar muito limpo sempre, tanto para saúde dele como para a sua e dos demais moradores e visitantes que frequentam o apartamento.

E não importa o quão amoroso você seja com seu animal de estimação e se passa muito ou pouco tempo dentro de casa, leve-o para passear diariamente. Ele precisa respirar outros ares para ficar feliz, saudável e tranquilo dentro do apartamento.

Regras do condomínio – Nenhum condomínio pode proibir a permanência de animais domésticos no interior de casas e apartamentos, pois isto faz parte da liberdade individual de cada um para utilizar sua área privativa como quiser. Porém, o que o estatuto do condomínio pode restringir é a forma como o animal é mantido nos espaços comuns do condomínio, o que é fundamental para respeitar os outros moradores. É o caso, por exemplo, de pedir que, nos espaços comuns, o animal apenas circule com coleira e focinheira, ou transite pelo elevador de serviço, entre outras regras.

Também não é permitido sujar as áreas comuns, por isto, não se esqueça de, ao sair com seu animal de estimação, carregar saquinhos plásticos para recolher o cocô. As mesmas regras valem para as visitas que queiram levar animais domésticos a seu condomínio, por isto, avise aos amigos com antecedência o regulamento do local.